Processo de Produção




A Cachaça Companheira percorre um longo caminho até chegar ao copo.

 
 

Matéria-prima e sua transformação

A colheita ocorre apenas no inverno, período do ano propício para a concentração de açúcar e aumento do dulçor da cana-de-açúcar. Além disso, no inverno, há um maior controle sobre a temperatura da fermentação, fase do processo em que vamos transformar todo o açúcar em álcool e também todos os elementos responsáveis pelo buquê de nossa cachaça. Então obtemos o “vinho”.

Destilação

Da queima do bagaço, produzimos em nossa caldeira, o vapor que será utilizado para destilar o vinho. Uma destilação feita com maestria, em destilaria de cobre, projetada pelo idealizador da Cachaça Companheira, o engenheiro químico Natanael Bonicontro. Todos os detalhes minuciosos deste processo, controle constante da temperatura, entrada de vapor e graduação alcoólica, garantem um líquido puro, cristalino e extremamente agradável ao olfato e paladar.

Armazenamento e Envelhecimento

O toque da madeira ao destilado.
O armazenamento em tanques de inox por no mínimo 6 meses garantem a estabilização do produto, que ao sair da destilaria ainda está em transformação. Já o armazenamento em tonéis de imburana e o envelhecimento em barris de carvalho, vai agregar a cachaça elementos extremamente aromáticos compondo um buquê mais complexo.




Notas de mel, canela e especiarias serão encontradas na cachaça armazenada em tonéis de imburana. Notas de baunilha e frutas secas serão encontradas na cachaça envelhecida em barril de carvalho. Antes de ser engarrafada e finalmente chegar ao copo, as cachaças passam por um minucioso trabalho de análise sensorial, blend e finalização. Oferecer a você o que há de melhor é nosso principal objetivo.

cachaça companheira, loja e alambique.

Visite nossa loja e alambique.